Mídia

HSMAI Brasil na mídia

Hotelaria no Rio e Olimpíadas são foco de evento na cidade; veja fotos

Hotelaria no Rio e Olimpíadas são foco de evento na cidade; veja fotos

A HSMAI realizou na manhã desta quinta-feira (5) o Power Breakfast no Sofitel em Copacabana, Rio de Janeiro. O encontro teve o tema “O novo ambiente de negócios do turismo” e contou com 80 profissionais de turismo e hotelaria para debaterem estratégias de negócio no setor. O evento contou com quatro palestrantes que debateram, sobretudo, a hotelaria do Rio de Janeiro e o que está por vir com as olimpíadas.

Michael Nagy, diretor do Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB), anunciou durante sua palestra a criação da “OTA” do Rio, em junho, através do site Visit.rio, da prefeitura da cidade. Segundo Nagy, um dos desafios é a divulgação da cidade no período pós-olimpíada, pois, dos 26 mil quartos em 2012, chegou-se a 29 mil na Copa do Mundo de 2014 e, agora, a 42 mil. Somando ainda as opções de estadia em pousada e hostels, por exemplo, esse número pode chegar a 62 mil quartos nas Olimpíadas.

Para Osmar Fonte, diretor comercial do Hotel Urbano, criatividade no pós-olimpíada vai ser primordial para os profissionais de turismo da cidade. “Eu diria que o que devemos ter muito no pós-olimpíada é criatividade, é atrair esse viajante para o Rio de Janeiro. Fazer com que sejamos criativos para mostrar o Rio de uma maneira diferente para essas pessoas no mundo querendo viajar, porque é inaceitável termos um número de turistas menor que em cidades como Amsterdã, por exemplo”, disse.

A superintendente de vendas do Marina Palace, Tatiana Costa, destacou o papel das OTAs como aliadas dos hotéis e que é importante que os hoteleiros entendam a dinâmica de cada um. “Eu não vejo como uma briga entre si. Por isso é importante ter um controle de inventário e conhecer o cliente final. Saber porque ele está comprando em X ou Y e saber como chegar até ele”, disse.

Quanto ao período das Olimpíadas, Tatiana acredita que mais importante que o pós, é o pré-olimpíadas, ou seja, o momento atual. O importante é o que vem sendo feito desde que a cidade foi escolhida como sede dos Jogos Olímpicos. “É saber vender o Rio de Janeiro, entregar uma olimpíada de sucesso e depois continuar fazendo nosso negócio como fazemos no dia a dia”, concluiu.

Já para Paula Rebouças, COO do Mundi, os hoteleiros devem aproveitar esse momento para fidelizar seus clientes. “A minha dica é fidelização e aproveitem quem estiver ali e ofereçam o melhor serviço possível”, orientou a executiva.

Veja diversas fotos do evento e leia a matéria original no Mercado & Eventos AQUI, ou clique na imagem abaixo:

Captura de Tela 2016-05-07 às 12.29.29

Jarrett Stidham Jersey